Projeto Pedagógico

Acreditamos que um programa pedagógico deve considerar a história das idéias sobre educação e cuidado infantil. Essa história deve definir a concepção e os direitos já conquistados para a infância que freqüenta creche e/ou pré-escola no Brasil. Destacamos abaixo alguns aspectos da concepção, como também alguns critérios e princípios que preservamos.

1. Concepção de Creche
2. Critérios de Qualidade
3. Princípios
4. Eixos
5. Ações Educativas: Situações e Projetos de estudo em profundidade
6. Planejamento e Metodologia

1. Concepção de Creche

Concebemos a Creche como uma instituição educacional em que a criança tem direito à brincadeira individual, ao afeto, ao ambiente seguro e desafiante, à higiene, à saúde e à alimentação saudável, ao desenvolvimento das suas capacidades físicas, cognitivas, emocionais e sociais, à convivência com crianças de diferentes idades, à expressão de sentimentos e ao desenvolvimento de sua identidade cultural e racial.

Aqui na Creche, por ocasião da inserção das crianças e famílias, é bastante valorizado o trabalho com a construção da identidade, buscando conhecer a história de cada família, respeitar as diferenças de sexo, raça, religião, bem como a identidade de cada grupo de crianças e funcionários.

Quem são os educadores e funcionários? Quais suas origens e formação? Quais os passatempos prediletos?. Quem são os pais? De onde vieram? Trabalham com o quê? Moram em que região da cidade? O que gostam de fazer? Qual é a comida predileta? Onde preferem passear?

Essas informações ajudam a pensar no programa: Quais são as necessidades de cada faixa etária? O que vamos fazer com cada grupo de crianças? Quais brinquedos, objetos e livros devemos comprar? Onde iremos passear?

Para traduzir essa concepção, a organização do tempo e do espaço proposta para as crianças considera como sendo um dos eixos de trabalho a valorização da interação no processo de aprendizagem. A interação das crianças de uma mesma idade e de faixas etárias diferentes constituem-se em parcerias extremamente ricas ao desenvolvimento infantil, uma vez que propicia a troca de experiências, de pontos de vista e de valores.

Assim, dependendo da maneira como se concebe e se organiza os diferentes ambientes da instituição essas interações podem ocorrer com maior ou menor qualidade; com maior ou menor integração. Desta forma os ambientes internos e externos da Creche são organizados possibilitando interações entre as crianças, promovendo autonomia com segurança. Também os objetos, jogos e brinquedos são pensados para os três módulos: distribuídos nas sala, pátios e jardins, ao alcance dos pequenos. A estruturação dos ambientes externos, com mesas debaixo das árvores, parque com brinquedos e animais facilitam o desenvolvimento afetivo, social e cognitivo das crianças.

Um outro aspecto de destaque é a construção da narrativa pela criança, pois auxilia no estabelecimento de um universo de referência e possibilita o acesso aos valores e ao modo de agir e de pensar de sua cultura. Assim, ouvir, ler e contar histórias de diversas formas é tarefa de todos os adultos que convivem com as crianças. Nessa concepção, a criança, no dia-a-dia, deve ser protagonista dos projetos e de toda programação. Vale lembrar que os projetos da Creche Carochinha dão ênfase a organização do ambiente, a multiplicidade das linguagens, como também aos processos de interações. E para que isso ocorra é preciso que alguns critérios e princípios sejam garantidos.

Volta ao Topo

2. Critérios de Qualidade

Volta ao Topo

3. Princípios

Volta ao Topo

4. Eixos

Os quatro eixos que orientam o currículo da Creche Carochinha são: O meio ambiente, a brincadeira, a construção da identidade e da intimidade. Considerado os princípios alinhados acima, como também a busca constante dos critérios de qualidade, educadores e técnicos buscam construir todas as Ações Educativas seguindo os quatro eixos.

Volta ao Topo

5. Ações Educativas: Situações e Projetos de estudo em profundidade

Nossa proposta está organizada em situações educativas e projetos de estudo em profundidade. Eles podem ser considerados permanentes ou temporários; específicos ou integradores. E podem ser de curta ou longa duração.

Volta ao Topo

6. Planejamento e Metodologia

O planejamento

Na Creche planejamos diferentes módulos de experiências. Para esses módulos consideramos as linguagens não verbais – gestual, musical, dramática, faz de conta, do silêncio, plástica; e a linguagens verbais – oral, escrita e matemática. Elas aparecem articuladas nos seguintes momentos:

A metodologia

Para tanto envolvemos e desafiamos a criança a observação contínua, a participação e a ajuda em todos os momentos do trabalho. Para respeitar as diferenças individuais de ritmo organizamos nosso dia-a-dia possibilitando a criança descansar, escolher algumas experiências em diferentes momentos do dia, ou mesmo ficar “a toa”. Finalmente buscamos registrar e divulgar diferentes experiências das crianças com fotos, escritos e desenhos infantis. Todo esse material fica exposto em diferentes espaços e faz parte da memória do Programa Pedagógico da Creche.

Volta ao Topo